Skip to content
SaaS Insights

Precificação de SaaS que funciona: desvendando os segredos para definir preços estratégicos e atrair mais clientes

Escrito por Equipe Rafaela Campos
Adicione o texto do seu título aqui
13.06.2023 às 20:00

Escalando seu negócio para 1MM ARR

Descubra como aumentar a base de clientes de forma progressiva, mesmo em um cenário de concorrência acirrada e sem alto orçamento de vendas e marketing.

Encontre fácil

A precificação do SaaS é uma parte importante do desenvolvimento do seu negócio.

É ela que determinará como seu produto será visto e inserido no mercado, quem terá acesso a ele e, também, impacta na atração de clientes.

Existem diferentes maneiras de realizar essa precificação. 

Além disso, ela depende de diversos cuidados para que se torne viável para o cliente, considerando-se o seu poder de compra, os produtos e os diferenciais oferecidos e mais.

Continue lendo e veja alguns modelos de precificação do negócio SaaS. Em seguida, veja táticas de como fazê-la para o seu produto para obter sucesso.

Quais são os modelos de precificação do SaaS?

Existem diferentes maneiras pelas quais é possível precificar os produtos e os serviços disponibilizados por um negócio de Software as a Service ou Service as a Software. 

Conheça abaixo as principais.

Preço fixo

Uma das maneiras de fazer a precificação do SaaS é pela estipulação de um valor fixo. 

Neste caso, não há variações de cobrança em relação às ferramentas utilizadas pelo cliente, ao tempo de uso do produto, entre outros fatores.

Preço por usuário

Já a precificação do SaaS com base no preço por usuário, varia de acordo com quantas pessoas têm, em uma mesma assinatura, acesso ao produto. 

É o caso, por exemplo, às assinaturas individuais, em dupla, família, entre outros tipos de usuários.

Preço por uso

O preço por uso, portanto, considera quanto o produto SaaS é utilizado pelo usuário. 

Nesse caso, é possível vender o serviço para um número de horas determinadas ou para o uso de recursos específicos, como a emissão de boletos bancários, por exemplo.

Assim, é uma forma de personalizar a cobrança de acordo com a necessidade do cliente.

Preço por recurso

A precificação do SaaS por recurso também é uma boa opção. Ela considera o que está à disposição do cliente. 

Por exemplo, assinaturas menores dão acesso aos recursos básicos, enquanto as de valor maior garantem o acesso aos recursos mais complexos.

Preço dinâmico

A dinamicidade do preço se refere às alterações que se dão de acordo com o mercado e com a concorrência. 

Esta é uma forma menos utilizada de precificação do SaaS, embora também seja uma opção.

Freemium

Muitas plataformas SaaS permitem o acesso do usuário à parte de seus recursos de maneira gratuita. 

Esta é, aliás, uma estratégia para atrair novos clientes, pois dão a eles um gostinho do que se pode acessar a partir da assinatura.

O uso gratuito, no modelo Freemium, pode ser temporário (como no caso de streamings como a Netflix) ou com recursos limitados (como o Spotify).

Pacotes de valor

Outra forma de fazer a precificação do SaaS é por meio de pacotes. Este é o caso de assinaturas disponíveis de modo mensal, semestral ou anual. 

Quanto maior o período contratado, menor o valor por mês de uso.

Como definir o preço do seu SaaS?

Existem diferentes modos de fazer a precificação do SaaS e algumas questões que devem ser definidas antes de determinar o valor final do produto. 

Abaixo, veja táticas do que fazer na determinação dos valores.

Compreender o valor do produto

Em primeiro lugar, é crucial saber qual é o efetivo valor do produto oferecido. 

Isto é, o que ele oferece ao público, quais são as vantagens que o cliente alcança com o SaaS e quanto ele teria que pagar pelos mesmos serviços em outras condições.

Neste caso, analise a concorrência. Também, os outros formatos em que o tipo de produto que você oferece existem. 

Por exemplo, um streaming de séries e filmes leva em consideração o valor que o usuário pagaria na assinatura de uma TV a cabo.

Escolher o modelo de precificação

O segundo passo é escolher o método de precificação SaaS que você usará.

Ele pode variar, como vimos anteriormente, de várias formas.

Definir o preço base

O seu serviço precisará ter um preço base.

Ele deve considerar tanto os produtos aos quais os clientes terão acesso quanto o custo de desenvolvimento deles.

Oferecer diferentes planos

O próximo passo, então, é desenvolver diferentes planos de acesso. 

Com isso, você consegue chegar a um público maior, pois permite que cada um deles encontre o pacote essencial para si.

Os planos variam tanto em relação aos produtos disponíveis quanto ao preço. 

Por exemplo, nos serviços de streaming, que são SaaS, é possível fazer assinatura para 1 tela ou mais. Também, para um único usuário ou vários (plano família).

Pense nos diferentes públicos-alvo do seu produto e quais são as demandas de cada um deles. A partir disso, crie planos e faça a precificação SaaS de cada um deles.

Fornecer opções de personalização

As opções de personalização dizem respeito à possibilidade de adicionar mais serviços/produtos do que os pacotes originais oferecem. 

Com isso, dá-se ao cliente o direito de escolher o que fará parte da sua assinatura.

Cada uma das opções adicionais deve ter um preço específico que combina com o valor dos pacotes originais.

Oferecer promoções

Na precificação do SaaS também é essencial pensar nas possíveis promoções. Por exemplo, para quem assina o serviço até determinada data. 

Ou, então, para quem escolher determinados produtos.

As promoções podem variar de acordo com o que você oferece. Podem incluir períodos gratuitos, serviços adicionais ou preços menores.

Monitorar o mercado e a concorrência

Assim como outros modelos de negócios, o SaaS também exige que o empreendedor fique de olho com o que acontece no mercado e na concorrência. 

Assim, é possível identificar estratégias de precificação e adotar medidas para manter um preço competitivo.

Coletar feedback dos clientes

A coleta de feedbacks é essencial para que o seu negócio se desenvolva da melhor forma possível. 

Isso aproxima o SaaS do usuário e, também, auxilia a entender as demandas dele, de modo a adaptar o preço do produto para que ele se encaixe nas condições do cliente.

Como o preço do seu produto pode impactar no seu negócio SaaS?

O preço do produto é determinante para qualquer formato de negócio. 

Quando falamos em precificação do SaaS, saiba que ela impacta na forma como influência o cliente e, também, na atração dele.

Por isso, é essencial que o preço seja estabelecido com o devido cuidado, pois ele pode determinar o sucesso ou o fracasso de um negócio.

Ficou pensativo com o conteúdo deste post? Então, vai ficar interessado em acompanhar outros textos sobre esse assunto.

Aproveite para assinar a newsletter para receber novos conteúdos sempre que estiverem disponíveis e tenha sempre informações atualizadas sobre o mundo do negócio SaaS.

Outros artigos que você pode gostar...

plugins premium WordPress